Início
Produtos
Serviços
Defesa da Mulher
Bem Estar
Cursos
Contato
Tropa de Elite



"TROPAS DE ELITE!"
É facinante pensar neste Guerreiros! Seu treinamento, suas habilidades, sua coragem, sua história e mais interessante ainda é saber que atuam em todo o planeta! Vamos conhecer um pouco sobre estas forças especiais.

BOPE


O Batalhão de Operações Especiais (BOPE) é uma força de operações especiais da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.É uma unidade especializada em patrulhas, progressões e combates em ambientes confinados e restritos. É a mais eficiente tropa de combate urbano do mundo, no Rio de Janeiro. Atua em operações de risco extremo, seja no patrulhamento de locais de alto risco, combates em locais de difícil acesso, operações em montanhas, ocorrências com reféns localizados, ocorrências envolvendo explosivos, incursões em favelas e situações de confronto com traficantes de drogas. Progressão em Favelas: Esta técnica foi desenvolvida no Brasil pelo BOPE, pela necessidade de agir no caos das ruas estreitas de morros e encostas da cidade do Rio de Janeiro. As favelas se tornaram uma área hostil à polícia devido ao crime organizado, e era um grande obstáculo para as ações policiais, pois normalmente os criminosos possuem uma visão privilegiada posicionando-se estrategicamente nos morros. O BOPE conquistou o respeito de unidades militares estrangeiras por agir nesses ambientes urbanos de alta dificuldade. O BOPE possui veículos blindados, popularmente conhecidos como "Caveirões", utilizados, principalmente, em operações onde há conflitos com narco-traficantes que empregam armamento pesado. Os blindados têm capacidade para uma guarnição de 12 homens, e não possuem armamento próprio, sendo o seu poder de fogo constituído pelas armas da própria guarnição. No documentário "Wardogs” (2005), é mostrado um membro da Guarda Nacional dos Estados Unidos, ali identificado como Bain Serna, que teria passado por um treinamento de cinco semanas ao batalhão. Após o lançamento do documentário, Serna declarou a um jornal do Texas: "É a melhor equipe de combate urbano do mundo. Nossas tropas no Iraque deveriam aprender com o BOPE".

COE DF


Comando de Operações Especiais, existentes em todos os Estado do Brasil. Grupo de policiais de elite, com habilidades especiais agindo somente em missões específicas como: Operações Especiais Policiais Militares ; Busca e captura de marginais homiziados em locais de difícil acesso ; Busca e resgate de pessoas perdidas em locais inóspitos; Repressão a rebeliões graves em estabelecimentos prisionais ; Ações onde hajam reféns, seqüestros, raptos em áreas rurais ; Apoio a outras Unidades da Corporação ou Forças Armadas ; Busca e Resgate de pessoas em aeronaves acidentadas em locais de difícil acesso ( como por exemplo, o acidente que vitimou o conjunto musical Mamonas Assassinas) ; Escolta e segurança em Operações de Transporte de Valores (OTV) ; Patrulhamento e repressão a grupos do crime organizado, em locais de alto risco ; Apoio ao Corpo de Bombeiros no Resgate e Salvamento em catástrofe em grandes acidentes, tais como, como incêndio dos Edifícios Andraus e Joelma, Grande Avenida, CESP, queda de aeronaves nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos entre outros. Quando não estão atuando estão treinando e se aperfeiçoando. disciplinas de doutrinas de comandos e operações especiais, orientações e navegações, tiro tático, mergulho livre, contra terrorismo, sobrevivência em mata, higiene, profilaxia e pronto socorrismo, técnicas não letais de intervenção policial, técnicas policiais em altura; explosivos; natação utilitária, técnicas de contra guerrilha urbana e rural; equipamentos e materiais de comandos e operações especiais e técnicas e táticas de comandos e operações especiais. Durante o curso os alunos são submetidos a situações de superação, próximas da realidade onde a tropa deverá operar, testando a sua rusticidade diante de obstáculos como o tempo, sono, fome, desgaste físico e mental, ferimentos, etc.

SWAT


Nos Estados Unidos, SWAT é o nome dado a uma unidade de polícia altamente especializada nos departamentos das grandes cidades. Mas, SWAT na verdade é um conceito baseado na premissa de um grupo seleto, altamente treinado e bem disciplinado, formado por policiais voluntários, são especialmente equipados e treinados para poderem reduzir o risco associado a uma situação de emergência. Isto pode incluir ataques coordenados a alvos específicos, tais como: criminosos fortemente armados em locais abrigados, mandados de prisão de alto risco e operações com reféns localizados e desativação de artefatos explosivos, além de atividades como escolta VIP e combate a terroristas infiltrados em solo americano. Os policiais da SWAT são equipados com um armamento diferenciado dos patrulheiros, incluindo submetralhadoras, carabinas, gás lacrimogêneo e granadas de mão, além de rifles para francoatiradores.

BRIGADA DE OPERAÇÕES ESPECIAIS


A BRIGADA DE OPERAÇÕES ESPECIAIS é uma grande unidade de elite do Exército Brasileiro localizada no município de Goiânia, estado de Goiás. É subordinada ao Comando Militar do Planalto e vinculada para fins de planejamento, preparo e emprego ao Comando de Operações Terrestres, situado em Brasília. Possui mobilidade estratégica e integra a Força de Ação Rápida do Exército, o que a torna apta a participar de operações em todos os comandos militares de área. A brigada conta com unidades versáteis de apoio e de operações especiais com elevados níveis de treinamento, em condições de atuarem rapidamente em qualquer ponto do território nacional. Destacamentos da Brigada de Operações Especiais possuem a capacidade de infiltrar-se no ambiente operacional por terra, mar ou ar, utilizando-se de meios convencionais ou não, como viaturas especiais, aeronaves e embarcações. As unidades de operações especiais que integram a brigada são o 1º Batalhão de Forças Especiais, o 1º Batalhão de Ações de Comandos e o Destacamento de Operações Psicológicas. Possui ainda o Centro de Instrução de Operações Especiais, onde são formados os seus recursos humanos, e a 3ª Companhia de Forças Especiais, subunidade voltada para o emprego na área do Comando Militar da Amazônia.

FUZILEIROS


O CORPO DE FUZILEIROS NAVAIS DOS ESTADOS UNIDOS é um ramo das Forças Armadas dos Estados Unidos. Embora o Corpo de Fuzileiros Navais inicialmente servisse somente na segurança de navios da Marinha Americana e em táticas anfíbias de guerra, o Corpo de Fuzileiros Navais evoluiu gradualmente até se tornar numa força militar individualizada, com múltiplos objetivos nas forças armadas americanas. O Corpo de Fuzileiros Navais, com seus 172 mil fuzileiros navais na ativa e mais 40 mil na reserva, é o maior Corpo de Fuzileiros Navais do mundo, que incluem também o Exército, a Marinha, a Força Aérea e a Guarda Costeira. Apenas a Guarda Costeira é menor. Em termos absolutos, porém, o Corpo de Fuzileiros Navais é maior do que as forças armadas de muitos países; é maior, por exemplo, do que o Exército Britânico. Tanto o Corpo de Fuzileiros Navais quanto a Marinha americana são administradas e controladas pelo Departamento da Marinha dos Estados Unidos.

FBI


O Federal Bureau of Investigation, também conhecido pela sigla FBI, é a unidade primária do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, servindo tanto como um organismo investigativo criminal de âmbito federal e serviço de inteligência doméstico. É um órgão equivalente à Polícia Federal no Brasil. O FBI tem jurisdição investigativa sobre as violações de mais de duzentas categorias de crimes federais. O quartel-general do FBI, está localizado em Washington, D.C.. Cinquenta e seis escritórios locais estão localizados nas principais cidades de todo os Estados Unidos, bem como em mais de 400 agências residentes em cidades menores por todo o país, e mais de 50 escritórios internacionais estão localizadas em embaixadas americanas ao redor do mundo.

CIA


A AGÊNCIA CENTRAL DE INTELIGÊNCIA (CIA) é uma agência de inteligência civil do governo dos Estados Unidos responsável por fornecer informações de segurança nacional para os políticos seniores dos Estados Unidos. A CIA também se engaja em atividades secretas, a pedido do presidente dos Estados Unidos. É a sucessora da Agência de Serviços Estratégicos formada durante a Segunda Guerra Mundial para coordenar as atividades de espionagem entre os ramos das forças armadas dos Estados Unidos. A principal função da CIA é coletar informações sobre os governos estrangeiros, corporações e indivíduos, e para aconselhar políticas públicas. A agência realiza operações clandestinas e ações paramilitares, e exerce influência política externa através da sua Divisão de Atividades Especiais. A CIA e as suas responsabilidades alteraram-se significativamente em 2004. Antes de Dezembro de 2004, a CIA foi a principal organização de inteligência do governo E.U., que coordenou e supervisionou não só as suas próprias atividades, mas também as atividades da Comunidade de Inteligência E.U. (IC) como um todo. A lei preventiva da Reforma da Inteligência e Terrorismo de 2004 criou o cargo de diretor de Inteligência Nacional (DNI), que assumiu alguns do governo e IC-gama de funções. O DNI gerencia o IC e, portanto, do ciclo de inteligência. As funções que se mudou para o DNI incluiu a preparação de estimativas de parecer consolidado do IC 16 agências, e a preparação de briefings para o presidente dos Estados Unidos.

POLÍCIA MONTADA


A POLÍCIA REAL MONTADA DO CANADÁ, é a polícia federal e nacional do Canadá. A Polícia Montada é uma força policial de carácter federal do Canadá que vigia o cumprimento das leis federais. Também tem acordos com os três territórios e oito das províncias para exercer como polícia provincial. A maioria das províncias do Canadá, ainda que pela constituição são responsáveis de velar pela ordem em seus territórios preferem ceder esta responsabilidade à Polícia Montada. Portanto, esta opera baixo a direcção das províncias perseguindo as violações às leis no âmbito municipal e provincial. Por causa de todas estas extensões a suas funções baseie, a Polícia Montada é a maior força policial do Canadá. Em abril de 2005 dispunha de 23 466 trabalhadores. A Polícia Montada deve desempenhar uma inusualmente grande variedad de obrigações: as derivadas de seu exercício nas áreas rurais e urbanas; a protecção do premiê, do governo canadiano, dos dignatarios visitantes e das missões diplomáticas; as devidas a sua condição de polícia federal, que inclui a perseguição da fraude, a falsificação e outros assuntos relacionados; o antiterrorismo e a segurança nacional e serviços de força policial internacional, em virtude de acordos com outros estados.

POLÍCIA FEDERAL


O POLÍCIA FEDERAL (PF) é um órgão subordinado ao Ministério da Justiça, cuja função é, de acordo com a Constituição de 1988, exercer a segurança pública para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A Polícia Federal, de acordo com o artigo 144, parágrafo 1º da Constituição Brasileira, é instituída por lei como órgão permanente, organizado e mantido pela União e estruturado em carreira. Atua, assim, na clássica função institucional de polícia. O COT (Comando de Operações Táticas) do Departamento de Polícia Federal - DPF, foi criado em 1987, pelo Ministério da Justiça através do Departamento de Policia Federal - DPF, com a missão de responder a ataques terroristas dentro do território nacional. Para tanto, seus integrantes receberam treinamento técnico-tático em unidades especiais das Forças Armadas no Brasil e no exterior - em unidades especiais nos EUA, França e Alemanha (em especial pelo GSG-9). Hoje em dia essa força de elite para ações armadas desempenha uma grande gama de operações. Ao longo de sua atuação, o COT participou de vários resgates de reféns durante seqüestro de aeronaves e de muitas outras missões de risco, como apreensão de drogas no país, toneladas por sinal, ações de desapropriação, conflitos rurais, segurança VIP, bem como também o desmantelamento de organizações criminosas.

FORÇA DELTA


FORÇA DELTA ou o 1º DESTACAMENTO OPERACIONAL DE FORÇAS ESPECIAIS, é uma das unidade de elite das forças especiais dos Estados Unidos, oficialmente, a unidade é usada contra terrorista e altamente treinada, popularmente chamada Força Delta, faz parte do quadro dos Boinas Verdes. Está sediada no Fort Bragg, estado da Carolina do Norte. Oficialmente ela é chamada no Pentágono de "Grupo de Aplicações de Combate" (Combat Applications Group). É a unidade mais sofisticada em campo que o exército norte americano dispõe. Seu principal objetivo desde sua criação é agir como uma força antiterrorismo, para isso foi formada no padrão do Special Air Service Britânico(SAS) que é o mais utilizado entre as Forças Especiais ao redor do mundo. A Força Delta treina continuadamente com o SAS, SASR e Sayeret Matkal, também com outras forças especiais de aliados. A Força Delta é considerada secreta pelo pentágono, raramente divulgada pelo governo americano, que inclusive não divulga nomes e baixas dessa unidade. A Unidade nos últimos anos acumulou outros objetivos também, entre os quais: Contra-terrorismo ativo (Caçada de líderes terroristas, ataques a acampamentos ou santuários de terroristas, etc.) e defensivo (resgate de reféns…).Antidrogas. Resgate de pessoal e equipamento. Seqüestro de pessoal selecionado. Reconhecimento estratégico. Assaltos especiais (raiders). Segurança especial (VIP). Operações de busca e apreensão de armas de destruição em massa. Proteção diplomática. Guerra contra-insurgente.



SOLICITE HOJE MESMO!
MANUAIS E CURSOS ou
MANDE SUA SUGESTÃO PARA...

CONTATO


WWW.GLADIUN.COM



MERGULHADORES DE COMBATE


Atuam em: Limpeza de Portos e Canais de acesso, minas e destroços; Detecção e desativação de engenhos explosivos convencionais e improvisados; Ataques de sabotagem, Interdição e diversionários contra navios (com minas imantadas, de retardo, que são presas aos cascos), instalações portuárias, diques, defesas costeiras, plataformas petrolíferas, refinarias e terminais de petróleo; Reconhecimento e vigilância de praias, rios, canais e portos; Apoio a operações de guerra anfíbia. As complexas operações anfíbias têm, nos MECs,elementos virtualmente indispensáveis. Entre as informações vitais para um desembarque bem-sucedido está o conhecimento preciso do gradiente (inclinação) da praia escolhida, a partir de uma profundidade de cerca de sete metros até a vegetação que circunda a areia. A carta a ser preparada pela patrulha de reconhecimento também deve contar com dados sobre o tipo de solo (areia, pedra, lama, etc.) obstáculos naturais e artificiais, minas e a existência de “edificações e habitantes da área. Igualmente importante será a avaliação das forças de oposição, o que deve ser feito sem que os mergulhadores de combate entrem em contato com o inimigo (embora estejam, sempre, fortemente armados para um confronto que seja inevitável); Apoio a operações C-SAR; Recuperação pessoal aliado; Seqüestro de pessoal selecionado; Buscas Subaquáticas; Patrulhas de segurança; Contraterrorismo entre outras. Para a realização de suas missões os Mergulhadores de Combate usam os mais variados meios de transporte. Os submarinos são usados há muito tempo para operações especiais, levando os mergulhadores até a aérea de operação de forma discreta. Os mergulhadores de combate também podem ser inseridos próximos a seus objetivos por veículos terrestres, aeronaves, pára-quedas ou barcos. Os MECs para serem completos devem estar aptos a operarem em ambientes marítimos e ribeirinhos e a praticarem: Natação utilitária; Mergulho com todos os tipos de equipamentos;Orientação e navegação; Guerrilha e contra-guerrilha; Ações antiterroristas; Sobrevivência em qualquer ambiente; Uso de explosivos; Combate corpo-a-corpo; Pára-quedismo; E serem capazes de usarem os mais diversos tipos de armas de acordo com a missão a ser cumprida. O perfil de uma missão de sabotagem, ou de patrulha de reconhecimento em profundidade, preconiza que se deve evitar ao máximo o contato aberto com o adversário.

RANGER


Os Rangers constituem uma tropa de elite do Exército Amaricano extremamente importante. Aptos a realizarem ataques a qualquer tipo de região, são o grupo de elite mais respeitado do mundo.O regimento está dividido em três batalhões, cada um com 580 homens. Os batalhões de Rangers estão preparados para partir, em missão, para qualquer ponto do mundo com um pré-aviso de 18 horas e uma companhia deve estar sempre de prevenção e pronta para entrar em ação no espaço de nove horas. As missões dos Rangers podem ser levadas a cabo a partir do território dos Estados Unidos da América, ou a partir de uma base intermédia. Os Rangers são ativos importantes e fundamentais para que o Exército Americano possa atingir com eficácia suas metas, além de um respeitoso diferencial competitivo, levando-se em consideração seu poder de combate. Durante o século XIX os rangers formavam uma espécie de polícia. Eram os equivalentes a Polícia Militar, apesar de poderem atuar como representantes da lei em qualquer lugar do estado ou território americano. Cada território e cada estado americano tinha sua Corporação dos Rangers. Desses, os mais famosos foram os Texas Rangers, popularizados em vários textos sobre o Velho Oeste.

LEGIÃO ESTRANGEIRA


A Legião Estrangeira Francesa é uma unidade militar da França, criada no s´rculo XIX, atualmente uma tropa de elite. É a mais famosa legião estrangeira ainda em operação no mundo. Sua curiosidade principal é que suas fileiras são compostas por legionários estrangeiros vindos de todos os lugares do mundo, não sendo nescessário a divulgação de seu passado, podendo ter uma identidade anônima. A Legião Estrangeira é uma força de combate única no gênero. Tecnicamente um corpo mercenário, a Legião tem demonstrado a seu pagador, a França, devoção e lealdade sem precedentes nesse tipo de exército. O fator responsável por sua existência até hoje é uma tradição de mais de 150 anos de lutas. Pertencer à Legião Estrangeira significa estar entre os mais resistentes soldados do mundo. A própria organização tem cultivado uma imagem de disciplina e de coragem em combate. Isso, associado às muitas distinções obtidas, conferiu à Legião tal prestígio que nunca lhe faltam candidatos. O que ajudou a congregar muitas nacionalidades foi a ênfase dada à lealdade, não a um país, mas à Legião. Desde o princípio do treinamento, cada novo recruta é iniciado na história e nos costumes da Legião, que vão além do simples orgulho de pertencer ao regimento, assumindo uma aura próxima à devoção religiosa. O único "país" de muitos dos legionários, ela adotou o lema Legio patria nostra ("A Legião, nossa pátria"), que assegurou sua autonomia enquanto instituição, tanto em relação à França como nação quanto em relação especificamente às Forças Armadas francesas. Certa ocasião, no Marrocos, o marechal Lyautey estava inspecionando um batalhão de legionários. Ele parou à frente de um homem e perguntou: "E qual é a sua nacionalidade?" A resposta não se fez esperar: "Légionnaire, mon Général!" A sua função sempre foi a de defender os interesses da França junto às suas colônias na África, no Oceano Pacífico, na América do Sul e no Caribe.

MOSSAD


O MOSSAD foi formado em 13/12/1949, a partir do Instituto Central de Coordenação e do Instituto central de Inteligência e Segurança. É um serviço civil que depende directamente do Primeiro-Ministro e não usa comandantes militares, mas uma grande parte já prestou serviços no Exército de Israel como parte integrante do recrutamento obrigatório. Tem os seus quartéis-generais a norte de Tel Aviv e conta com 8 departamentos. Entre suas funções principais está o CONTRATERRORISMO E A ESPIONAGEM.

EKAM


EKAM é uma Unidade antiterrorista, força especial que atua na Grécia.

KSK


O KOMMANDO SPEZIALKRÄFTE (KSK) é uma unidade de operações especiais do Exército Alemão. Criado entre 1994 e 1995, aproximadamente 20 soldados foram treinados no outono de 1996, e a unidade estava completamente operacional em abril de 1997. De acordo com relatórios, o impacto de ver 11 cidadãos alemães serem salvos por forças estrangeiras (pára-quedistas belgas e franceses) em Ruanda em 1994, porque não havia nenhuma unidade alemã capaz de realizar tal operação foi o principal fator para se criar o KSK. Para completar o seu efetivo foram retiradas uma Companhia de Commado de cada uma das três Brigadas Aerotransportadas, juntamente com o reforço das 2 Companhias de Reconhecimento de Longo Alcance (a 3ª foi desmobilizada). A unidade planeja ser completamente operacional quanto atingir a dotação de 1.000 operadores completamente treinados. O KSK é responsável por operações atrás das linhas inimigas, reconhecimento de longo alcance, ataques estratégicos, operações anti-terroristas, resgate de reféns ou evacuação de cidadãos alemães em áreas de risco no estrangeiro em cooperação com nações aliados e especialmente com a Otan. A unidade também está preparada para realizar operações C-SAR. o KSK é moldado de acordo com o SAS. Apesar de sua capacidade resgate de reféns o KSK é uma unidade militar, com missões militares, e não outra GSG-9. O KSK poderá ser ser deslocado para onde o GSG-9 não pôde (pelo menos oficialmente), entretanto isso já aconteceu ( Lufthansa, Mogadishu, Somália) Mesmo assim o KSK mantém uma equipe de Resgate de reféns pronta para auxiliar a polícia alemã sempre que necessário. O KSK será também usado proteger ou projetar os interesses internacionais da Alemanha. Suas missões são bem semelhantes as desempenhadas por unidades estrangeiras afins como o SAS, Força Delta ou as US Special Forces.

INTERPOL


A ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DE POLÍCIA CRIMINAL, mundialmente conhecida pela sua sigla Interpol , é uma organização internacional que ajuda na cooperação de polícias de diferentes países. Foi criada em Viena, na Austria, no ano de 1923 , pelo chefe da polícia vienense Johannes Schober, com a designação de Comissão Internacional de Polícia Criminal. Hoje sua sede é em Lyon, França, tendo adotado o nome actual em 1956 e tem a participação de 188 países membros. A sigla Interpol foi pela primeira vez utilizada em 1946. A Interpol não se envolve na investigação de crimes que não envolvam vários países membros ou crimes políticos, religiosos e raciais. Trata-se de uma central de informações para que as polícias de todo o mundo possam trabalhar integradas no combate ao crime internacional, o tráfico de drogas e os contrabandos.

SPETNAZ


SPETSNAZ é um termo russo que designa as Forças Especiais da Federação Russa. Pode significar as tropas de elite controladas pelo Serviço de Segurança Federal em missões de antiterrorismo e antisabotagem, pelo Ministério do Interior (e polícia) , e forças especiais do exército controladas pelo serviço de inteligência militar . As Spetsnaz executam missões de reconhecimento e conflito civil em épocas de paz, bem como de guerra. Sabe-se que todos os agentes do "Alfa" passam por treinamento especial de paraquedismo e armas de fogo, e cerca de um terço deles tem ainda treinamento em montanhismo. Outro terço possui instrução especial em mergulho. Agentes Spetsnaz sempre atualizam suas técnicas em inúmeros exercícios e operações especiais (incluindo serviço constante no Norte do Cáucaso. A unidade utiliza um amplo leque de equipamento e armas modernos russos e estrangeiros, alguns modificados para atender às necessidades específicas da equipe. São peritos em 18 disciplinas especiais (entre as quais, como infiltrar-se em edifícios vigiados, treinamento intensivo como atiradores de elite, pilotagem de APCs e aviões, treinamento médico e muito mais) e são última defesa da Rússia contra possíveis atos terroristas envolvendo usinas nucleares, e diversos outros complexos industriais.

BOINAS VERDES


BOINAS VERDES "Forças Especiais do Exército dos Estados Unidos". Esse corpo militar foi criado em 1952 , no contexto da Guerra da Coréia, constituindo-se na primeira das Forças Especiais do país. Teve larga utilização posteriormente, durante a Guerra do Vietnã. Usam uma boina. Entretanto, em 1961 o então Presidente John F. Kenneky, deu autorização para que apenas as Forças Especiais as usassem.

LEGIÕES ROMANAS


A LEGIÃO ROMANA era a divisão fundamental do exército Romano. As legiões variavam entre os 4.000 e os 8.000 homens, dependendo das baixas que eventualmente sofressem nas batalhas. Para além dos soldados, há que contar com os inúmeros servos, escravos e seguidores que as acompanhavam. Durante as suas campanhas na Gália, as legiões de Julio Cezar eram compostas por não mais de 3.000 soldados. Durante a República e certos períodos do Império Romano, não havia um exército romano propriamente dito. Cada general, ou alto magistrado, possuía uma ou mais legiões que lhe eram fiéis e obedeciam antes as suas ordens que as de um comandante geral. Durante a República, cada cônsul era responsável por suas próprias legiões, devendo também comandá-las. As legiões romanas venceram gregos,cartagineses, gauleses, bretões, sírios, egípcios, lusitanos e hispânicos. Sua força ocupou dez mil quilômetros de fronteiras e saiu da Europa rumo à Africa e ao Oriente Médio: eram os grupos de guerreiros que formavam o exército do império. Em seu auge, século I a C, organizadas para realizar manobras bastante difíceis, cada legião tinha até seis mil homens distribuídos em três grandes grupos: as coortes, os manípulos e as centúrias. Suas duas maiores lições são copiadas, até hoje, pelos exércitos do mundo todo: disciplina e estratégia.

ESPARTANOS


De acordo com Plutarco(50-120 d.C.), quando nascia uma criança espartana, pendurava-se na porta da casa um ramo de oliveira (se fosse um menino) ou uma fita de lâ (se nascesse uma menina). Havia rituais privados de purificação e reconhecimento da criança pelo pai, além de uma festa de nascimento conhecida como genetlia, na qual o recém-nascido recebia um nome e presentes de parentes e amigos. Desde o nascimento até à morte, o espartano pertencia ao estado. Os recém-nascidos eram examinados por um conselho de anciãos que ordenava eliminar os que fossem portadores de deficiência física ou mental ou não fossem suficientemente robustos. As crianças Espartanas eram espancadas pelos pai para se tornarem mais fortes, e, se não fossem, morreriam. A partir dos 7 anos de idade, os pais (cidadãos) não mais comandavam a educação dos filhos. As crianças eram entregues à orientação do Estado, que tinha professores especializados para esse fim. Os jovens viviam em pequenos grupos, levando vidas muito austeras, realizavam exercícios de treino com armas e aprendiam a táctica de formação. Nessa época, as meninas teriam de tirar seus mamilos para poderem correr mais rápido e mirar melhor com seu arco. Em lugar de proteger os pés com calçados, as crianças eram obrigadas a andar descalças, a fim de aumentar a resistência dos pés. Usavam um só tipo de roupa o ano inteiro, para que aprendessem a suportar as oscilações do frio e do calor. A alimentação era bem controlada. Se algum jovem sentisse fome em demasia, era permitido e até estimulado que furtasse para conseguir alimentos, pois acreditava-se que esta desenvoltura o auxiliaria durante a guerra. Castigavam-se, entretanto, aqueles que fossem apanhados roubando - não por terem roubado, mas por terem sido apanhados. Uma vez por ano, os meninos eram chicoteados em público, diante do altar de Artemis (deusa grega vingativa, a quem se ofereciam muitos sacrifícios). Essa cerimônia constituía uma espécie de concurso público de resistência à dor física. Na adolescência, os jovens eram encarregados dos serviços de segurança na cidade. Qualquer cidadão adulto podia vigiá-los e puni-los. O respeito aos mais velhos era regra básica. Às refeições, por exemplo, os jovens deviam ficar calados, só respondendo de forma breve às perguntas que lhes fossem feitas pelos adultos. Com sete anos, o jovem espartano entrava no exército. Mas só aos trinta anos de idade adquiria plenos direitos políticos, podendo, então, participar da Assembléia do Povo ou dos Cidadãos (Apelá).